Os 26 filmes recomendados por David Fincher: 04 The Godfather II

Atualizado: 11 de Dez de 2020








Diretor: Francis Ford Coppola


Roteiro: Mario Puzo


Elenco: Al Pacino, Robert De Niro, Robert Duvall, Diane Keaton, James Caan e John Cazale


Sinopse: A sequềncia de “O Poderoso Chefão” continua a saga de duas gerações de sucessivos poderes dentro da família Corleone. Coppola conta duas histórias na Parte II: as raízes e a ascensão de um jovem Don Vito, interpretada com incrível habilidade por Robert De Niro, e a ascensão de Michael (Al Pacino) como o novo Don da máfia.


Onde encontrar: Disponível na Netflix, Amazon Prime Video, no Apple TV (iTunes), no Youtube, no Google Play, no NOW. Pra quem gosta, e, principalmente, estuda cinema, recomendo o box completo com material extra… um curso completo de cinema. Esse BOX pode ser encontrado aqui!


Relevância do filme: O filme dá continuidade ao primeiro e aceita o desafio, como fazer uma sequência que esteja a altura do filme anterior? É incrível constatar que muitas pessoas sérias e que entendem de cinema consideram este até mesmo melhor do que o anterior.


Mas a despeito da opinião sobre o gosto, este filme se insere num momento especial da história do cinema norte-americano que é a sua reinvenção como grande cinematografia, não apenas nos termos popular e de bilheteria, mas também de crítica e de público especializado.


Depois das crises dos grandes estúdios nos anos cinquenta, do advento da televisão, do Paramount Act (que quebrou a verticalidade dos estúdios), e dos movimentos revolucionários no cinema mundial (como os cinemas novos, novelle vague, o cinema soviético, entre outros) o cinema norte-americano se encontrou a deriva por anos, até que nos final dos anos sessenta e começo dos setenta uma série de cineastas iniciaram um processo de retomada da indústria norte americana.


Este processos podem ser compreendidos através da leitura de dois livros muito especiais para se entender o cinema norte-americano, o primeiro deles é O Gênio do Sistema, de Thomas Schatz, que conta sobre a origem de Hollywood e do sistema de produção hollywoodiano até os anos 50. Depois há o livro magnífico de Peter Biskind, “Como a geração sexo drogas e rock n roll salvou Hollywood”. Este livro conta como cineastas do calibre de Coppola, Spielberg, Scorsese, Friedkin, George Lucas entre inúmeros outros contribuíram para a retomada da grande indústria cinematográfica norte-americana. Neste caso, a saga de Don Corleone e sua família fazem parte deste contexto.


Impacto na obra de David Fincher: Difícil estabelecer um ponto específico. No entanto, segundo o próprio Fincher, que morava em São Francisco neste período, ele podia ver a produção de alguns filmes, dentre eles, os dois primeiros Poderoso Chefão. Segundo ele, poder


“But it all happened. And when you look at how Fincher grew up - in Marin County, California, in the early seventies - suddenly it’s hard to imagine ir not happening. By then ,so many directors had set up shop in the San Francisco area - Lucas, Francis Ford Coppola, Philip Kaufman (Invasion of Body Snatchers), Michael Ritchie (The Candidate) - that filmaking seemed like a plausible, even admirable career path. “None of the kids in my neighborhood wanted to be doctors or lawyers, “ he says. “They all wanted to be moviemakers.” (p. 197. David Fincher: Interviews (em Inglês) editado por Laurence F. Knapp. (Se quiser saber mais sobre o livro clique aqui!)


Especificamente sobre The Godfather, ele diz ainda o seguinte: “I think The Godfather is a pretty good fucking movie. You can start with a supermarket potboiler, but it doesn’t mean you can’t aim high”.



Em tradução livre:


“Eu acho O Poderoso Chefão é um filme bom pra caramba. Você pode começar com uma caldeira de supermercado, mas isso não significa que você não possa voar alto”.







Posts Em Destaque